• Fábio Henrique Araújo

Saúde 4.0 News - edição #79

Resumo semanal de notícias sobre Tecnologia, Inovação e Gestão na Saúde 4.0






1) Ânima Educação fecha aquisição de startup de educação médica Medroom

A Ânima Educação fechou nesta quinta-feira, 19, a aquisição do controle da startup Medroom que desenvolve soluções em realidade virtual e aumentada para educação média. A companhia não informou o valor da transação. Segundo a Ânima, a Medroom tem 5 anos de atividade e vai ser um dos componentes da proposta da Inspirali como plataforma de educação médica.


A transação também faz parte de uma aproximação da empresa com as startups por meio do seu hub de inovação Learning Village, que vai oferecer programas de desenvolvimento, que inclui conexão com grandes empresas, mentoria e espaço de trabalho, além de outros benefícios. O hub já tem parcerias com hospitais como o Beneficência Portuguesa e Sírio-Libanês, além de empresas como Deloitte, Vibra (do Grupo Bandeirantes), Ambev e outras. (Fonte: Isto É Dinheiro)




2) ANVISA aprova instrução normativa para agilizar registro das vacinas da COVID-19

Diretoria Colegiada da Anvisa (Dicol) aprovou, por unanimidade, proposta de instrução normativa (IN) para dispor sobre o procedimento de submissão contínua de dados técnicos para o registro de vacinas contra Covid-19. A decisão foi tomada durante a 21ª Reunião Ordinária Pública (ROP) da Dicol, realizada nesta terça-feira (17/11). Os diretores também validaram a dispensa de análise de impacto regulatório e consulta pública devido ao grau de urgência e gravidade, caracterizadas por situação de iminente risco à saúde e necessidade de atuação imediata.


A medida possibilitará acelerar a disponibilização à população brasileira de vacinas contra o novo coronavírus, desde que demonstradas qualidade, segurança e eficácia conforme os requerimentos técnicos e regulatórios vigentes. De acordo com o procedimento de submissão contínua, os dados técnicos deverão ser encaminhados à Anvisa conforme forem gerados. Assim sendo, as empresas interessadas no registro de vacinas contra Covid-19 não precisão ter em mãos todos os documentos reunidos para apresentá-los à Agência. (...) (Fonte: Gov.br)




3) Amazon lança farmácia digital nos Estados Unidos


Dois anos depois de pagar US$ 700 milhões pela Pillpack, uma startup de delivery de medicamentos sob receita, a gigante do ecommerce está lançamento o Amazon Pharmacy — entrando num mercado que movimenta quase US$ 1 trilhão por ano no mundo e pressionando as ações das redes de farmácias. A CVS cai mais de 8% em Nova York; enquanto Walgreens e Rite Aid despencam 10% e 15%, respectivamente.


O consumidor poderá usar a Amazon Pharmacy para comprar tanto medicamentos over the counter (OTC) quanto os que exigem receita. Ao se cadastrar, o cliente adiciona as informações de seu plano de saúde, gerencia suas prescrições médicas e ainda acessa um serviço de atendimento com farmacêuticos (por telefone ou chat). O timing do anúncio não poderia ser mais propício: com a covid, os consumidores estão mais preocupados com a saúde, ao mesmo tempo em que estão evitando as lojas físicas e migrando em velocidade inédita para o ecommerce. (...) (Fonte: Brazil Journal)

32 visualizações

©2019 Todos os direitos reservados. Consultório 4.0