• Fábio Henrique Araújo

Saúde 4.0 News - edição #78

Resumo semanal de notícias sobre Tecnologia, Inovação e Gestão na Saúde 4.0






1) INSS inicia perícia por telemedicina a partir da próxima semana


Os atendimentos da experiência piloto de realização de perícias médicas com uso da telemedicina ocorrerão a partir da próxima segunda-feira (16) até o dia 31 de janeiro de 2021.De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, o protocolo da experiência piloto foi aperfeiçoado para dar segurança ao ato pericial dos peritos médicos federais, que ficam autorizados a realizar perícias médicas por telemedicina, durante o período de enfrentamento da pandemia da covi-19. A medida foi tomada em cumprimento a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU).


De acordo com a secretaria, houve consenso entre os órgãos sobre a necessidade de se promover ajustes no protocolo formalizado pela Subsecretaria da Perícia Médica Federal e INSS no dia 7 de outubro, especialmente no que diz respeito à atuação do médico do trabalho. A secretaria informou ainda que as entidades trabalharam no roteiro de procedimentos. O INSS disponibilizará às empresas, por meio eletrônico, o Termo de Adesão de Participação da Experiência Piloto de Realização de Perícias Médicas com Uso da Telemedicina (Pmut), a partir de hoje. (...) (Fonte: Isto É Dinheiro)




2) Capacete criado no Ceará para o tratamento da Covid-19 é aprovado pela Anvisa


O capacete  Elmo, que funciona como um mecanismo de respiração artificial não invasivo, evitando a necessidade de intubação do paciente, foi aprovado em testes com pacientes, fase obrigatória para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizasse a sua produção em escala industrial. A aprovação ocorreu em outubro, quando pacientes com coronavírus, internados no Hospital Leonardo Da Vinci, em Fortaleza, responderam positivamente ao tratamento com o equipamento. Agora, o produto será produzido em larga escala pela empresa cearense Esmaltec.


Feito com silicone e PVC, o equipamento barateia o tratamento da Covid-19. O capacete também proporciona que o gás carbônico não seja expelido no ambiente, garantindo a segurança dos profissionais de saúde. "Dentro do que ele fornece, pode prevenir a necessidade de intubação e suas implicações. Além disso, ele é muito simples para o profissional de saúde manusear", explica a fisioterapeuta Gabriela Carvalho, que participou das pesquisas com o produto. O capacete também poderá ser usado no tratamento de outras doenças pulmonares. (...) (Fonte: O Povo)




3) Pesquisa brasileira que usa IA para enfrentar o câncer de pulmão ganha prêmio internacional


Em evento online organizado pela Organização Europeia de Biologia Molecular (European Molecular Biology Organization – EMBO) e pela Federação das Sociedades Bioquímicas Europeias (Federation of European Biochemical Societies – FEBS) por conta da pandemia do novo coronavírus, Sarah foi reconhecida pela abordagem de inteligência artificial e machine learning na pesquisa sobre câncer de pulmão que vêm desenvolvendo desde 2016.


De um insight que surgiu ainda em seu período de mestrado, a doutoranda e seu orientador, Robson Francisco Carvalho, do Departamento de Biologia Estrutural do IBB/UNESP, decidiram iniciar um trabalho de pesquisa para identificar as complexidades da caquexia, uma síndrome que causa perda muscular em pacientes com câncer ou alguma deficiência no coração. Com foco no câncer de pulmão, já que a caquexia pode gerar dificuldade para respirar, o principal objetivo do estudo é conseguir diagnósticos precoces. Isso porque quanto antes se inicia o tratamento, mais chances o paciente tem de lidar com a doença. (...) (Fonte: Forbes)


14 visualizações

©2019 Todos os direitos reservados. Consultório 4.0