• Fábio Henrique Araújo

Saúde 4.0 News - edição #68

Resumo semanal de notícias sobre Tecnologia, Inovação e Gestão na Saúde 4.0






1) Startups brasileiras usam inteligência artificial para diagnosticar Covid


Tema de filmes campeões de bilheteria, a inteligência artificial (IA), ou AI, na sigla em inglês, se tornou a aposta de startups brasileiras que querem participar do enfrentamento à Covid-19. Em julho, um edital lançado pelo governo do estado de São Paulo, por meio do programa IdeiaGov, abriu uma chamada pública para selecionar soluções tecnológicas que usassem algoritmos de inteligência artificial, capazes de ajudar médicos no diagnóstico de coronavírus a partir de exames de raio-x e tomografia computadorizada. O desafio contou com 21 inscritos. Três startups foram selecionadas e terão suas propostas validadas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).


Na prática, a inteligência artificial permite que máquinas possam aprender a raciocinar de maneira similar à dos humanos. Foi a partir dessa possibilidade que as startups envolvidas no IdeiaGov trabalharam. Elas desenvolveram redes neurais convolucionais e as treinaram com imagens de pulmões com Covid-19 e sem a doença, de forma que o sistema elaborado pudesse aprender a diagnosticar o paciente em menos de um minuto. Os proponentes poderiam apresentar soluções voltadas à leitura de raio-x e tomografia ou de apenas um dos tipos de exame. (...) (Fonte: UOL)



2) Google e Apple lançam sistema de notificação de exposição a infectado por coronavírus


O Google, de propriedade da Alphabet, e a Apple anunciaram hoje (1) um novo sistema que permitirá às autoridades de saúde pública usar smartphones para auxiliar no rastreamento de contatos sem a necessidade de desenvolver um aplicativo. O novo sistema –chamado Exposure Notifications Express— permitirá que as autoridades de saúde pública enviem um pequeno arquivo de configuração à Apple e ao Google. As empresas então usarão o arquivo para configurar sistemas nos quais os proprietários de telefones possam participar, a fim de determinar se estiveram perto de alguém testou positivo para coronavírus.


No caso dos iPhones, uma nova versão do sistema operacional iOS que está sendo lançada nesta terça-feira alertará os usuários se um sistema de notificação de exposição das autoridades locais de saúde está disponível e permitirá que os usuários o configurem sem baixar novos aplicativos. Em dispositivos Android, os usuários também receberão uma notificação do sistema operacional do telefone, mas ainda terão que baixar um aplicativo. (...) (Fonte: Forbes)




3) Nova técnica para prevenir ameaças cibernéticas a imagens médicas


Pesquisadores da Universidade Ben-Gurion de Negev  desenvolveram uma nova  técnica de inteligência artificial que protegerá dispositivos médicos de instruções operacionais maliciosas em um ataque cibernético, bem como outros erros humanos e do sistema. O pesquisador da BGU Tom Mahler apresentará sua pesquisa, “Uma Arquitetura de Camada Dupla para a Proteção de Dispositivos Médicos de Instruções Anômalas” em 26 de agosto na Conferência Internacional de 2020  sobre Inteligência Artificial em Medicina (AIME 2020).  Mahler é um Ph.D. candidato sob a supervisão dos Profs BGU. Yuval Elovici e o Prof. Yuval Shahar no Departamento de Engenharia de Software e Sistemas de Informação da BGU (SISE).


Dispositivos médicos complexos, como tomografia computadorizada (TC), imagem por ressonância magnética (MRI) e máquinas de ultrassom são controlados por instruções enviadas de um PC host. Instruções anormais ou anômalas introduzem muitas ameaças potencialmente prejudiciais aos pacientes, como superexposição à radiação, manipulação de componentes do dispositivo ou manipulação funcional de imagens médicas. As ameaças podem ocorrer devido a ataques cibernéticos, erros humanos, como um erro de configuração do técnico ou bugs no software do PC host. Como parte de seu Ph.D. em pesquisa, Mahler desenvolveu uma técnica de inteligência artificial que analisa as instruções enviadas do PC para os componentes físicos, usando uma nova arquitetura para detecção de instruções anômalas. (...) (Fonte: Imaging Technology News)

6 visualizações

©2019 Todos os direitos reservados. Consultório 4.0