• Fábio Henrique Araújo

Saúde 4.0 News - edição #48

Resumo semanal de notícias sobre Tecnologia, Inovação e Gestão na Saúde 4.0






1) Plataforma conecta médicos voluntários a pacientes com suspeita de Covid-19 via telemedicina


Dois desenvolvedores de softwares brasileiros criaram uma ferramenta gratuita para que pacientes tenham atendimento médico rápido e de forma virtual. A Central Corona, lançada nesta segunda-feira (6), foi produzida após ser publicada a portaria do Ministério da Saúde que autorizou o uso da telemedicina durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), no dia 23 de março.


Segundo Geraldo Ramos, um dos desenvolvedores, a Central Corona é uma plataforma gratuita que faz a ponte entre os pacientes e os médicos por meio de aplicativos de conversa ou de redes sociais e visa auxiliar as pessoas a obterem atendimento online em caso de suspeita da Covid-19, evitando o deslocamento físico destes pacientes para postos de saúde ou hospitais.


O funcionamento da Central Corona é feito a partir do site da plataforma. A partir de lá, os pacientes são direcionados para o aplicativo de conversa escolhido na primeira etapa. O primeiro contato é com um chatbot, um atendimento automatizado, que faz uma triagem para saber se existe a necessidade de encaminhar o chamado do paciente para um médico real. Após a triagem, se for necessário conversar com um profissional, é aberto um chamado e o paciente entra em uma fila de requisições. A partir daí um dos médicos ou médicas voluntários do projeto entram em contato com o paciente e fazem o atendimento virtual. (...) (Fonte: G1)




2) Google e Apple unem forças na luta contra o COVID-19


A luta contra o coronavírus não para e vai tão longe que dois gigantes rivais como Apple e Google decidiram unir forças para vencer a pandemia . As duas empresas anunciaram que estão juntas para criar tecnologia de rastreamento de contatos com o objetivo de conter a disseminação do Covid-19, permitindo que os utilizadores optem por um sistema que classifique outros telemóveis que estiveram nas proximidades.


Ambas as empresas falaram sobre o acordo: “Todos nós da Apple e do Google  acreditamos que nunca houve um momento mais importante para trabalharmos juntos para resolver um dos problemas mais alarmantes do mundo . Através de estreita cooperação e colaboração com developers, governos e fornecedores de saúde pública, esperamos aproveitar o poder da tecnologia para ajudar os países em todo o mundo a conter a disseminação do COVID-19 e acelerar o retorno à vida cotidiana “. 


Como as duas entidades explicam, lançarão uma solução abrangente que inclui interfaces de programação de aplicações (APIs) e tecnologia no nível do sistema operativo para ajudar a ativar o rastreamento de contatos . Dada a urgência, o plano é implementar essa solução em duas etapas, mantendo sempre medidas fortes para proteger a privacidade dos utilizadores . Por um lado, em maio, as duas empresas lançarão APIs que permitem a interoperabilidade entre dispositivos Android e iOS usando aplicações de autoridades de saúde pública . Estas aplicações oficiais estarão disponíveis para os utilizadores fazerem download nas suas respectivas lojas de Apps. (...) (Fonte: Computer World)




3) Healthtechs holandesas usam IA para detectar coronavírus em raios-X


As empresas irmãs holandesas Thirona e Delft Imaging, especializadas no rastreamento da tuberculose, adaptaram sua tecnologia de IA baseada em raios-X para procurar danos nos pulmões associados ao coronavírus. O sistema, CAD4COVID, gera uma pontuação entre 0 e 100, indicando a extensão das anormalidades relacionadas ao coronavírus e exibindo-as através de um mapa de calor. A Delft Imaging usa a IA para identificar tuberculose há 10 anos e o sistema é usado em todo o mundo, principalmente em países com poucos recursos, disse o executivo-chefe Guido Geerts. "Treinamos o algoritmo novamente para procurar sinais específicos no pulmão que apontam para o Covid-19." Os conjuntos de dados usados ​​para treinar o algoritmo vêm de toda a Europa, com muitos da Itália e Espanha, além da Holanda, disse ele.


"Muitas das medidas implementadas na Europa e nos Estados Unidos [para controlar o coronavírus] serão difíceis de replicar na África", disse Geerts . Como você pode colocar em quarentena uma pequena casa cheia de pessoas? Como você estoca algo quando "tem que matar um leão a cada dia?', Ele disse. 'Queríamos aproveitar nossa experiência em inteligência artificial para apoiar a luta contra o Covid-19. Foi também por isso que decidimos disponibilizar o CAD4COVID gratuitamente; para acabar com essa pandemia, precisamos ter um grande impacto, rapidamente. "Até o final desta semana, pelo menos 100 hospitais estarão usando o sistema", disse Geerts ao site Zorgvisie . Os hospitais podem usar a ferramenta gratuitamente. Um sistema semelhante para analisar tomografias, em que Thirona está trabalhando, será lançado na próxima semana. (Fonte: Dutch News)





4) Painel brasileiro de monitoramento do coronavírus entra na lista mundial de inovações relacionadas à COVID-19


Desenvolvido pela Fundação Luís Eduardo Magalhães – Flem, o Painel do Coronavírus, atualizado simultaneamente com base em dados oficiais, foi mencionado entre as centenas de inovações significativas relacionadas ao novo coronavírus em todo o mundo pela Trendwatching, uma das principais empresas de tendências de consumo mundial. Com uma rede de 1.700 observadores em mais de 80 países, a Trendwatching destacou o Painel da Flem entre as ferramentas mais atualizadas sobre a Covid. “O painel da Flem usa os Departamentos Estaduais de Saúde e outras fontes para fornecer informações em tempo real. Essas informações incluem o ranking de regiões com casos ativos de coronavírus e o mapa do Brasil com as áreas e cidades mais infectadas”, publicou.


Atualizado com base nas informações do Ministério da Saúde, WorldMeters e Secretarias Estaduais de Saúde, o Painel do Coronavírus da Flem possui um layout autoexplicativo que permite ainda acompanhar simultaneamente os países com casos ativos, casos graves e número de curados, além de outras informações. O acesso ao Painel deve ser feito através do site (www.flem.org.br/novocoronavirus). A plataforma é atualizada simultaneamente à medida que os dados são confirmados pelos centros de controle da doença no Brasil e ao redor do globo. (Fonte: FLEM)


0 visualização

©2019 Todos os direitos reservados. Consultório 4.0